Cabeçalho

Image Map

EXISTEM DOIS TIPOS DE MILITARES, QUAL DELES É VOCÊ?


Em meus anos na caserna sempre vi militares e mais militares, temporários e de carreira, que tudo o que faziam era reclamar. Reclamavam da escala, do rancho, do salário, dos superiores, do TFM etc.

Por outro lado, e não tão em grande escala, via militares que vibravam com a profissão, abraçavam a causa, faziam as coisas acontecerem, procuravam sempre o padrão máximo em todas as atividades e ocasiões.

Confesso que nunca entendi os pessimistas. Se as coisas estavam tão ruins assim, porque não pediam pra sair? Saia e entrava ano e eles estavam lá, reclamando. E pior, não mexiam se quer uma agulha para fazerem as coisas melhorarem e assim viviam suas vidinhas tão pobres, tão sem graça, tão pra baixo, tão cheias de mi mi mi.

Agora, dava gosto de ver os poucos que vibravam, era incrível ver os que se mantinham em pé agarrados no positivismo. Alguns, ao passar do ano infelizmente se rendiam à turma do "tá ruim" mas sempre tinham os caveiras. A esses quero aqui tirar o meu gorro, prestar a minha continência.

Onde quero chegar com esse texto? Aos reclamões vai o seguinte: senhores, parem de reclamar de tudo, nem tudo é flores mesmo. Vida militar é pau, sim é pau. E a vida civil? É pau também. Tá ruim, faça algo para melhorar. Não quer fazer nada pra melhorar, há duas opções: vibrar ou pedir pra sair. Só não seja esse cara chato que de tudo reclama, que nada acrescenta. Liberte-se disso.

Aos vibradores vai o seguinte: vibrem com moderação pois o excesso dessa virtude pode te colocar na posição da marcha do pato, fuzil em saboneteira e com a baioneta armada. Mantenham o padrão pois servem de exemplo a muitos, tanto para subordinados, pares e superiores. Mostrem à turma do "tá ruim" aquela famosa frase "tá bom porque tá ruim, seria melhor se estivesse pior". Não desistam do propósito de vocês, não se rendam aos reclamões e permaneçam assim, fazendo a diferença onde estiverem e fazendo o melhor no que estiverem fazendo.

E aí, de que lado você está? Vale a pena refletir!


Anuncie no Milico Ponderão, envie um e-mail para milicoponderao@hotmail.com

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Só comente se for para falar bem , caso contrário, suma daqui...hehe