Páginas

Menu

Image Map

FILHO DE MILICO

Como é ser filho(a) de militar? Leia o testo abaixo:
Ser filho de milico é se acostumar com despedidas e ainda assim sofrer com elas. É conviver com saudades, é descobrir novos costumes, conhecer novas cidades ou até mesmo países. 

É ficar com raiva de ter que ir embora, é se adaptar, é aprender a gostar de novo e de novo, e de novo. É saber que logo vai estar com o coração apertado, pois filho de milico não tem paradeiro. Ser filho de milico é adaptação. É ser o rei da adaptação, cair de paraquedas quase todo ano numa escola nova, numa sala nova, com professores e colegas novos e se virar. É entrar em colégio militar assim que der. É logo fazer amizade no primeiro dia, afinal, todo mundo ali... se entende. É saber e falar todas aquelas gírias de quartel e misturar todos os sotaque do país com a maior naturalidade. 

Ser filho de milico é saber que vai se mudar até não aguentar mais. É ficar esperando pela transferência, é não saber onde estará no ano que vem, nem no próximo. É chegar ao fim do ano e   tentar descobrir pra onde seus amigos vão e se tem algum conhecido chegando. É reclamar disso tudo. E quando finalmente se assentar num canto, achar a vida "normal" um tédio. 

É não ter casa, e sim pnr. É saber o hino nacional, o hino da bandeira (e até o do exército!) e ir assistir o pai desfilar no sete de setembro. Ser filho de milico é ter várias gírias, sotaques e experiências. Afinal a gente nasce num canto do país e depois vive feito cigano,  cada dois anos em um lugar diferente, de norte a sul, leste a oeste. É ter história para contar, muita história. E ficar apertado quando contar uma história porque não se lembra do nome do seu amigo de infância, aquele de quem não vai se esquecer jamais, mas... cujo nome se perdeu no meio de tantos. É ter centenas de "tios e tias" da família militar espalhados pelos quatro cantos do país. E conhecer e conviver mais com eles do que os seus tios de sangue.É namorar a distancia e sofrer em dobro na adolescência. É gastar absurdos na conta do telefone. É dar vivas pela existência do orkut, facebook, skipe, msn e cia. É conhecer gente em todo canto do país. É perder amigos, refazer amigos, reencontrar amigos. É descobrir o sentido de verdadeira amizade, aquela que supera toda distância e todo tempo. É descobrir que paciência é o melhor remédio para tudo, especialmente para a saudade. É saber que o tempo não pára, e que a gente também não.Ser filho de milico é não ter muita frescura, é ter a mente aberta, é abrir os horizontes. É ter fé na vida, é conviver - bem ou mal - com isso tudo e saber que a única coisa certa na nossa  vida é que sempre haverão caixas e caminhões de mudanças. Ser filho de milico é tirar felicidade de tudo isso. É amar o seu estilo de vida exatamente do jeito que é, apesar dos pesares, é superar-se e ser guerreiro desde o berço.É no final das contas, descobrir que é acima de tudo brasileiro e morre de orgulho do país e do pai, esse pobre idealista que nos carregou pelo Brasil afora durante todo esse tempo.Ser filho de milico é nascer enrolado no pavilhão nacional.É ter sangue verde e amarelo correndo nas veias.Eu também sou filha de milico.Sou filha, esposa, nora, cunhada, amiga, tia e mãe (pimpolha já está no CM e vai ser "promovida" a segundo tenente, pode isso?) de milico.E me orgulho muito disso!

*Testo retirado do blog Insanidade Temporária

E vc, é filho(a) de milico? Caso queira acrescentar algo ou contar a suas experiências nos comentários fique a vontade .


www.AutoPecas-Online.Pt

A FINAL, O CHÁ SERVIDO NOS QUARTEIS É OU NÃO É "BROXANTE"?

Um leitor (e ex-milico) fez essa pergunta ao oráculo da Superinteressante e abaixo segue a resposta do oráculo sobre a mística pergunta "A final, o chá servido nos quarteis é ou não é broxante?"


*Dica do ponderão Carlos L. Motta

 No meu internato, após dias confinado, sob tremenda pressão e radical mudanças de hábitos (civil para militar), um dia fomos dormir umas 02h00 da manhã e ouvimos dois combates conversando:

-Cara, acho que esse chá maldito aí realmente broxa a gente, desde que entrei aqui não tenho mais ereção...(silêncio geral)

Mas é claro que o camarada não teria ereção, segue 10 motivos pra isso não ocorrer:

1º nem tempo pra isso tinha. 2º pressão psicológica dia e noite. 3º nem tempo pra isso tinha. 4º sentado um dois e de pé um doi dia e noite. 5º nem tempo pra isso tinha. 6º um (ou menos) minuto pro banho. 7º nem tempo pra isso tinha. 8º o cara estava o dia todo com um bando de homens. 9ª nem tempo pra isso tinha e, pra finalizar,10º o momentinho livre que o cara tinha, ele só queria é torar.

*Envie também vc a sua dica para ser publicada aqui no blog por milicoponderao@hotmail.com

www.AutoPecas-Online.Pt

ANTES E DURANTE A PASSAGEM DE COMANDO

Passagem de comando já é sinônimo de faxina. Os recos pira, os soldados pira, os cabos pira, os sargentos pira, os sub pira, os aspira pira, os tenentes pira e geral pira nas faxinas e nas reformas.



www.AutoPecas-Online.Pt

O QUE ACONTECERIA SE OS MILITARES PEDISSEM "IMPEACHMENT" DO COMANDANTE?

Com essa onda de impeachment rolando no nosso país, o Milico Ponderão foi em busca da resposta da seguinte pergunta: "O que aconteceria se os militares pedissem impeachment do comandante?" e após conversarmos com especialistas da Segurança Pública, com oficiais da ativa/reserva e com o guarda do paiol, chegamos na resposta abaixo, confira:




Veja abaixo a resposta:





Achou que daria pra derrubar a casa do antigão né?...hahaha...sabe de nada o inocente!! Paga 10 aí....



www.AutoPecas-Online.Pt

MILITARES DIZEM QUE É INADMISSÍVEL A POSTURA DE LULA AO AMEAÇAR O CAOS NO PAÍS

O clubemilitar.com.br se posicionou contra a ameaça do ex-presidente Lula dizendo que eles (PT e movimentos associados ao partido) também sabem guerrear e que se preciso for usarão o exército do Stédile (MST). Com essa declaração, Lula mostra que o seu partido está usando as últimas munições e que estão prontos para instaurar o caos no país para se manterem no poder e que temem o movimento que promete parar o Brasil no dia 15 de março.

A imagem é um print do post em que o Clube Militar expressa sua opinião sobre a declaração do Lula.

Com o título "O Brasil tem um só exército: o de Caxias!", os militares são claros no posicionamento de total repúdio a ameça do ex-presidente e se mostram em prontidão para defender a nação de toda e qualquer ameaças ou situações de perigo, externas ou internas.

Abaixo segue o texto do Clube Militar:

"O BRASIL SÓ TEM UM EXÉRCITO: O DE CAXIAS!
Ontem, nas ruas centrais do Rio de Janeiro, pudemos assistir o despreparo dos petistas com as lides democráticas. Reagiram inconformados como se só a eles coubesse o “direito” da crítica aos atos de governo. Doeu aos militantes petistas, e os levou à reação física, ouvir os brados alheios de “Fora Dilma”.
Entretanto, o pior estava por vir! Ao discursar para suas hostes o ex-presidente Lula, referindo-se a essas manifestações, bradou irresponsáveis ameaças: “ ..também sabemos brigar. Sobretudo quando o Stédile colocar o exército dele nas ruas”. Esta postura incitadora de discórdia não pode ser de quem se considera estadista, mas sim de um agitador de rua qualquer. É inadmissível um ex-presidente da República pregar, abertamente, a cizânia na Nação. Não cabem arrebatamentos típicos de líder sindical que ataca patrões na busca de objetivos classistas.
O que há mais por trás disso?
Atitude prévia e defensiva de quem teme as investigações sobre corrupção em curso?
Algum recado?
O Clube Militar repudia, veementemente, a infeliz colocação desse senhor, pois neste País sempre houve e sempre haverá somente um exército, o Exército Brasileiro, o Exército de Caxias, que sempre nos defendeu em todas as situações de perigo, externas ou internas."

O vídeo abaixo mostra o discurso do Lula:



Senhores, nós cidadãos, paramos de incitar o ódio e a discórdia pois uma guerra civil, como toda e qualquer guerra, é cruel. Temos que respeitar o voto de cada um e também parar com a ideia de tratarmos partidos políticos como se times de futebol fossem. 
Nosso time pode tá no perrengue que for, nós sempre defenderemos a nossa camisa. Agora, defender partido quando o mesmo não está correspondendo? Qual é a lógica? Se alguém do partido ou todo o partido está cagando o pau, independente se tenho afinidade com ele, não devo apoia-lo. Os políticos são "funcionários" do povo e o Brasil é a "empresa". Se um funcionário mete a mão na grana da sua empresa, desvaloriza ela, larga ela às traças, você irá defender esse funcionário que está te dando tantos prejuízos? Claro que não, não mesmo. E então porque não agimos assim também com os nossos representantes? Porque insistimos em defender aqueles que roubam a nossa empresa (país/estado/município)? Meus caros, independente de partido, independente se é esquerda ou direita, cagou o pau tem que vazar. Paramos de tratar partidos políticos como se time de futebol fossem, paramos de enganar a nós mesmo.

www.AutoPecas-Online.Pt