Milico Ponderão

Image Map

O JULGAMENTO DO SOLDADO


"Com você sempre"


O Julgamento do Soldado

(Tradução livre do poema "A Inspeção Final", do Sgt Joshua Helterbran)

O soldado parou em sentido e encarou o seu Deus. Ele esperava que seus calçados estivessem brilhando tanto quanto seus metais.

"-Avance, soldado. O que devo fazer com você? Você sempre ofereceu a outra face? Foi fiel à minha Igreja?"

O soldado deu de ombros e disse:

"-Não, Senhor, acredito que não... porque nós, os que carregamos armas, nem sempre podemos ser santos. Tive de trabalhar muitos domingos e às vezes minha linguagem era dura, E outras vezes fui violento, porque as ruas são perigosas. Mas nunca fiquei com um centavo que não fosse meu, apesar de fazer bicos quando as contas passavam do limite. E nunca pedi socorro, apesar de, certas vezes, haver tremido com medo. E às vezes, Deus me perdoe, chorei lágrimas pouco másculas. Eu sei que não mereço um lugar entre as pessoas daqui. Eles nunca me quiseram por perto, a não ser para acalmar seus medos. Se houver um lugar aqui para mim, Meu Senhor, não precisa ser grande. Nunca esperei nem tive muito, mas se não houver, eu compreenderei."

Houve um silêncio em volta do trono por onde os santos haviam passado, enquanto o soldado esperava pelo julgamento do Seu Deus.

"-Avance agora, soldado, você suportou bem as suas cargas. Caminhe em paz pelas ruas do Céu. Você já serviu seu tempo no inferno."

(Dica do ponderão Alex Iide)




www.AutoPecas-Online.Pt

Comente com o Facebook:

5 comentários:

Só comente se for para falar bem , caso contrário, suma daqui...hehe